De segunda a sexta, das 7h30 às 11h30 e das 13h00 às 17h00          Rua Vanio Ghellere, 64 Sao Miguel do Iguaçu – PR          (45) 3565 – 8100

Centro Cultural e tronco de ipê histórico são alvos de criminosos no fim de semana

0

O Centro Cultural Avelino Antônio Vieira e o tronco de ipê que conta um pouco da história de São Miguel do Iguaçu foram alvo de criminosos no último fim de semana.

O tronco de ipê histórico está localizado na Avenida Iguaçu, em frente à Igreja Matriz, e traz entalhado em sua extensão um pouco de como era o município e o início da sua história econômica.

O incêndio foi registado na tarde de domingo, 06. Defesa Civil e Corpo de Bombeiros foram acionados para combater as chamas que iniciaram na parte central do tronco e deixaram muitos danos neste patrimônio cultural e histórico da cidade.

Já a outra ocorrência foi registrada no início da noite de domingo, 06. Quando o vigilante chegou no Centro Cultural, acabou constatando que uma janela de vidro foi quebrada. Levantamento inicial aponta que foram apenas os danos materiais na janela, não tendo sido levados objetos do local.

Boletins de Ocorrência foram registrados e as forças de segurança já estão investigando causas e possíveis autores dos crimes registrados.

‘São duas situações lamentáveis, que deixam não só um prejuízo financeiro para nossa comunidade, mas um prejuízo cultural sem medida, pois aquele tronco é parte da nossa história. Já foram registrados os Boletins de Ocorrência e as forças de segurança vão atuar firme para achar os responsáveis por esses crimes’, lamentou o prefeito Boaventura Motta.

Imagens das câmeras de segurança de moradores das proximidades estão sendo solicitadas e serão utilizadas para identificação dos autores dos crimes. Inclusive, quem tiver qualquer informação e/ou imagem que possa ajudar a identificar os criminosos, podem repassar para a Polícia Civil (197), Polícia Militar (190) ou Guarda Municipal (153).

Causar danos ao patrimônio público é crime previsto no artigo 163 do Código Penal, sob pena que pode ir de seis meses a um ano de prisão e o pagamento de uma multa.

TRONCO DE IPÊ

A árvore centenária cresceu e se desenvolveu na comunidade Saquarema, no interior do município, e, segundo relatos, secou por causas naturais em meados de 1976. Os proprietários do local onde a árvore cresceu resolveram doá-la para o município, para ser exposta em um local de destaque.

A localidade escolhida foi a Avenida Iguaçu, em frente à Igreja Matriz, um local centralizado, ao lado da BR-277, por onde passam moradores do município e usuários da rodovia federal.

Anos depois, um artista foi contratado para entalhar uma obra de arte, relatando um pouco da história do município, em quadros de relatam atividades de pecuária, comércio de madeiras, primeiras lavouras de milho e trigo, comércio, educação, saúde e o brasão do município.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO, IMPRENSA E MIDIA SOCIAL

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.

Acessibilidade