De segunda a sexta, das 7h30 às 11h30 e das 13h00 às 17h00          Rua Vanio Ghellere, 64 Sao Miguel do Iguaçu – PR          (45) 3565 – 8100

Governo Municipal vai inaugurar a sede própria do CREAS na próxima segunda-feira (19)

0

O Governo Municipal de São Miguel do Iguaçu, por intermédio da Secretaria de Assistência Social, vai inaugurar na próxima segunda-feira, 19, às 08h30, a sede própria do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), na Rua Geni de Souza Bongiolo nº 370, Centro (próximo à rodoviária).

Adquirido com recursos próprios no valor de R$ 1.200.000,00 (Um milhão e duzentos mil reais), o imóvel conta com terreno de 700,00m², sendo 281,83 m² de área construída, toda em alvenaria. Conta com localização centralizada, próximo à prefeitura e demais órgãos que compõe a rede de proteção, de fácil acesso à população, conforme preconiza o Governo Federal.

Na oportunidade, também será entregue um veículo Fiat Cronos, 0 km, que teve investimento de 84.900,00 e foi adquirido pelo Governo Municipal por meio de emenda impositiva do Vereador Vanderlei dos Santos. O veículo será utilizado principalmente pelas equipes técnicas em visitas domiciliares às famílias acompanhadas.

O CREAS de São Miguel do Iguaçu acompanha em média 80 famílias/mês através dos dois serviços ofertados, que são o de Proteção e Atendimento Especializado a Famílias e Indivíduos e o Serviço de Proteção Social a Adolescentes em Cumprimento de Medida Socioeducativo. O atendimento é de segunda à sexta das 07h30 ás 11h30 e das 13h00 ás 17h00. O telefone/WhatsApp de contato é o (45) 3565-8158.

O CREAS é uma unidade pública estatal de abrangência municipal, referência na oferta de trabalho social especializado no âmbito da Proteção Social Especial de Média Complexidade do Sistema Único de Assistência Social – SUAS. Os serviços ofertados no CREAS possuem como foco famílias e indivíduos em situação de risco pessoal ou social por violações de direitos.

O CREAS de São Miguel do Iguaçu oferta o serviço de apoio, orientação e acompanhamento a famílias com um ou mais de seus membros, sejam eles criança/adolescente, idoso, pessoa com deficiência ou mulher, em situação de risco por violação de direitos, como: violência física; psicológica; negligência; violência sexual; afastamento do convívio familiar devido à aplicação de medida de proteção; situação de rua; abandono; trabalho infantil; discriminação em decorrência da orientação sexual e/ou raça/etnia.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO, IMPRENSA E MIDIA SOCIAL

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.

Acessibilidade