De segunda a sexta, das 7h30 às 11h30 e das 13h00 às 17h00          Rua Vanio Ghellere, 64 Sao Miguel do Iguaçu – PR          (45) 3565 – 8100

Programa Asfalto Bom inicia recuperação das ruas do Bairro Floresta

0

O Governo Municipal de São Miguel do Iguaçu está desenvolvendo o Programa Asfalto Bom, que é o maior programa de recuperação da malha viária do município, utilizando maquinários e recursos próprios.

Nesta semana, os trabalhos foram iniciados no Bairro Floresta, com a aplicação da micropavimentação asfáltica sobre a pavimentação poliédrica nas Ruas Santa Helena e Cacic, para na sequência seguir nas demais vias do bairro que não têm asfalto.

Antes de receber o micropavimento, as ruas foram lavadas e receberam um trabalho de tapa-buracos, para ficarem niveladas e prontas para receber a melhoria. ‘Aproveitamos a operação tapa-buraco realizada nas principais vias asfaltadas da cidade e já preparamos essas ruas de calçamento para receber o micro’, explicou o secretário de Viação, João Adelar da Rosa.

O senhor Francisco Fernandes Cavalheiro, morador do bairro há 12 anos, foi acompanhar de perto o trabalho do caminhão e relatou a alegria em ver a demanda antiga ser atendida. ‘Estamos todos muito felizes. A rua estava péssima, era ruim para passar de carro e a pé também. Teve caso de até tropeçar nas pedras e machucar o pé. Mas, agora vai ficar muito bom’, comemorou.

O prefeito Boaventura Motta, explicou que faltavam os materiais base para a recuperação das vias, mas agora, os trabalhos continuarão avançando no município. ‘Nós vamos recuperar as ruas de toda a cidade. Depois da região da Gaúcha e do centro, agora chegou à vez do Bairro Floresta e depois vamos seguir para o Conjunto Araras, com atenção especial para as proximidades das duas creches’, anunciou.

De acordo com o secretário de Viação, nas ruas de pavimentação poliédrica serão realizadas duas aplicações da micropavimentação, deixando a rua em perfeitas condições de trafegabilidade. ‘Fizemos as duas aplicações em outras ruas, como por exemplo, a Rua Chapecó, ao lado do Hotel, e pavimento ficou muito bom’, relatou.

Com a utilização do caminhão próprio e a compra dos insumos via licitação, assim como a contratação da mão-de-obra especializada, o município paga menos de um terço do valor da aplicação do asfalto quente CBUQ. ‘Além de utilizar um caminhão que estava abandonado, sem uso, estamos economizando o dinheiro dos nossos munícipes. O micro custa em média R$ 12,00 o m² enquanto o asfalto custa em média R$ 40,00 o m². Além disso, vamos conseguir melhorar muito mais ruas com o mesmo valor, deixando nossa cidade de cara nova’, destacou Motta.

Após a finalização dos trabalhos com o micropavimento, é aguardado o período de cura, para na sequência ser utilizado o triciclo adaptado para pintura adquirido com recursos próprios para realizar a sinalização viária.

ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO, IMPRENSA E MIDIA SOCIAL

Compartilhar:

Os comentários estão fechados.

Acessibilidade